Centro de saúde de Changara recebe material médico no âmbito do Aborto Seguro

Partilhar esta notícia

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Com vista a conferir mais dinamismo e contribuir para a melhoria do estado de saúde dos pacientes, o ICRH-M procedeu esta quinta-feira, 09, a entrega de material médico, não médico, e material IEC ao Centro de Saúde de Changara Sede, distrito com mesmo nome, em Tete. Este kit é composto por suprimentos necessários para prestar um serviço de qualidade. Inclui o fornecimento de equipamento para melhorar a privacidade das consultas e serviços CAC / PAC e de mifepristone / misoprostol para garantir que o aborto médico e cirúrgico seja oferecido aos pacientes quando clinicamente recomendado. Destaque porém, para o material não médico, compostos por baldes, baciais, e outros itens essenciais para o funcionamento da maternidade local.

Na ocasião, em representação da Directora dos Serviços Distritais de Saúde, Mulher e Acção Social, Delsa Chambule, a Directora do Centro de Saúde, Stela Alemanha, disse ser oportuno receber este material, uma vez que, desde que começou a oferecer este serviço de aborto seguro, a unidade sanitária não dispunha deste medicamento essencial, o intimo, até porque ‘’ vai melhorar bastante o atendimento, o que se vai reflectir na qualidade de vida dos nossos utentes, com este medicamentos fica mais facilitada a vida de quem, por alguma razão solicita o serviço, porque, com o intimo, não exige um tratamento invasivo, é seguro”, disse Stela Alemanha, visivelmente satisfeita com a entrega deste equipamento, quem não tem duvidas que o CS de Changara irá oferecer serviços de qualidade e mais humanizado aos utentes.

Para o oficial do Projecto, Hassane Ibrahimo, falando em nome do ICRH-M, disse ser uma honra contar com este parceiro estratégico, ao nível do distrito, que fica assim cumprida a promessa, aquando da apresentação do projecto ao distrito, apelando ao bom uso.

“Com a entrega deste equipamento, esperamos ver melhorada a condição de vida das utentes, que o mesmo signifique ou contribua para a redução de mortes, por abortos clandestinos e inseguros, que infelizmente ainda configura como um problema de saúde pública”.

Hassane Ibrahimo na entrega simbolica do matérial médico ao CS de Changara

Fica assim equipada a quinta unidade sanitária, na província de Tete, em representação de três distritos, que estão a implementar o projecto de aborto seguro, que dentre vários objectivos visa melhorar a saúde das Mulheres e meninas em Moçambique, facilitando o acesso a serviços de aborto seguro de qualidade, sem medo de estigma e discriminação.

O projecto que arrancou em 2020, abrange os distritos de Angónia, Cahora Bassa e actualmente Changara e tem o financiamento do SAAF.

Projectos ICRH moçambique

Pesquisas e projectos desenvolvidos em Moçambique

Mais Notícias

Bate-papo

EMBAIXADORA POR UM DIA

“Conversa inspiradora” – é o nome do evento que decorreu ontem, em Maputo, para marcar o fim de uma campanha denominada Embaixadora por um dia,